Como prevenir o Câncer de Mama em Animais - Outubro Rosa



Foto: Internet

Assim como nos humanos a incidência de câncer de mama é comum em cães e gatos, a doença pode ser desenvolvida por alguns fatores, como a idade avançada, a exposição à poluição, entre outros e normalmente atinge animais mais velhos e que não foram castrados ou que foram castrados após diversos cios.

Como prevenir?

NÃO UTILIZE vacinas anti-cio ou anticoncepcionais: Hormônios como o estrógeno, a progesterona e o hormônio do crescimento influenciam o desenvolvimento gradativo de células com características de malignidade (câncer), por isso o uso de progestágenos injetáveis (anticoncepcionais) aumentam a incidência de tumor de mama nas fêmeas.

CASTRE antes do primeiro cio: A castração (retirada cirúrgica de útero e ovários) realizada antes do primeiro cio reduz o risco de surgimento de câncer de mama para 0,5%, após o primeiro cio este risco aumenta para 8% e após o segundo cio aumenta para 26%!

A castração tardia não reduz o risco da fêmea apresentar tumores malignos, mas ajuda a reduzir o risco de tumores benignos e elimina os riscos do animal desenvolver câncer de útero, de ovário, infecção uterina (piometra) e pseudociese.

Realize periodicamente a PALPAÇÃO de todas as mamas: 25% das fêmeas acometidas já apresentam metástases no momento do diagnóstico, por isso a palpação de todas as mamas da fêmea com mais de 3 anos deve ser realizado periodicamente, a fim de se detectar a tumoração ainda no início.

Na presença de um nódulo ou massa nas mama, procure um MÉDICO VETERINÁRIO para que seja feito o diagnóstico correto: Apenas o médico veterinário pode indicar a melhor forma de realizar o diagnóstico, que pode ser feito através de dois procedimentos, o primeiro é a citologia, que é menos invasiva, mais barata e mais segura, porém com menor precisão diagnóstica. E o segundo método é por meio da biópsia, que necessita que o animal seja anestesiado, porém tem o resultado mais preciso devido ao exame histopatológico que será feito na amostra coletada. Quem pode definir a melhor opção para cada caso é somente o médico veterinário.


Fonte: Fonte: http://www.dicasboaspracachorro.com.br/


Sobre o autor: Profissionalmente sou arquiteta, mas divido o meu tempo fora do escritório entre o amor pelos animais, pela água, pelo skate e por uma vida mais sustentável. A 7 anos atrás fundei o projeto @openbarcanino e a loja @openpet, que ajuda a manter o projeto, desde então passei a viver mais ao ar livre, comecei a me interessar por comportamento animal e procuro incluir os meus cães em tudo que faço: viagens, passeios, remadas, pois estes momentos compartilhados me dão energia para a rotina do dia-a-dia e me ajudam a proporcionar uma verdadeira “vida de cachorro” para eles.

Acompanhe o Zoologico!

Instagram: @meuzoologico

#Saúde #Veterinário #Gato #Cachorro

0 visualização

openbarcanino@gmail.com

Porto Alegre  -  Rio Grande do Sul

  • facebook
  • Instagram Limpa
  • Branco Twitter Ícone

site desenvolvido por EmPlanta Projetos