Pata na estrada



Nas últimas semanas acompanhamos pelo Facebook a viagem de uma das apoiadoras do Open Bar canino, a Carol Pacheco, e o seu namorado Guilherme.

Punta del Este, Buenos Aires, Mendoza e Santiagfo. Vistas lindas, lugares incríveis, experiências novas... até ai tudo bem, afinal, todo mundo foge da rotina as vezes não é? Mas quer saber a melhor parte? A cachorrada foi junto!

Para matar a curiosidade e fazer todo mundo sonhar com uma aventura assim, a gente fez algumas perguntinhas sobre os 7438Km percorridos em 19 dias.

A gente aposta que você vai terminar esse post querendo viajar.

1. Com surgiu a ideia de viajar com o Chandon e o Mumm?

​Até hoje só havíamos levado eles pro Uruguay. Sempre tivemos vontade de conhecer o Chile, e os planos sempre foram ir de carro, pois a estrada é linda! Daí veio a idéia de levar eles junto, já que de carro eles podem ir. Depois de levar eles conosco para outros lugares, fica difícil viajar sem eles. Tipo filho mesmo kkkkk Então organizamos tudo e eles foram conosco.


2. Quais foram os preparativos para viajar com eles? Foi preciso ir atrás de alguma documentação, fazer vacinas ou adaptar o carro?

Os preparativos foram bem tranquilos, entrei no site do ministério da agricultura, o nosso e do Chile, e fui atrás da documentação.

Para levar os cães, precisei do CZI (Certificado Zoosanitario Internacional). O CZI é emitido pelo Ministério da Agricultura (fica no térreo do aeroporto). Eles precisam de um atestado do veterinário responsável pelos cães, onde diz que ambos estão bem de saúde, descrevendo as vacinas (só a raiva) e os antiparasitários internos e externos, que devem ter sido aplicados dentro dos 30 dias antes da viagem. Com esse atestado (validade de 10 dias), eles emitem o CZI para o Mercosul. Como o Chile não faz parte do Mercosul, tivemos que levar outro atestado igual e pedir o CZI especificamente para o Chile.

Quanto ao carro, baixamos os bancos traseiros para ter mais espaço, e os cães foram no espaço dos pés com cinto de segurança próprio. Forramos com o cobertor deles.

3. Vocês fizeram um roteiro pet friendly ou foram descobrindo os locais que aceitavam animais pelo caminho?

Não planejamos nada de específico. Conforme fomos chegando nos locais íamos procurando restaurantes com mesa na rua, ou com pátio. Já que estávamos em locais que os cães não conheciam, ficamos com pena de deixa-los no hotel ou apartamento, então fizemos todas as refeições em lugares que eles podiam ir. Posso dizer que fiquei impressionada com a quantidade de locais com mesa na rua, e inclusive nos lugares com deck fechados, eles podiam frequentar também.

4. Como as pessoas recebiam vocês?

A recepção foi melhor impossível, a começar na fronteira, que o Chandon (pug) fez o maior sucesso. Policiais paravam pra tirar foto com ele. O que me chamou atenção foi que na fronteira da argentina com o chile, tínhamos que entrar dentro de um saguão, para preencher a documentação toda (quatro etapas). Eu tentei com meu “portunhol” explicar para o guarda que estávamos com os cães no carro e porisso iriamos um por vez, e eles insistiram que toda a “família” deveria entrar. Achei que ele havia entendido que eram crianças, dai eu repeti que eram “cachorros” e ele mais uma vez disse, “sim, toda família deve passar pela imigração”. Ou seja, entramos nós e os cães no saguão lotado da fronteira para preencher a documentação kkkkkk.

Nos lugares que fomos, tanto restaurantes quanto hotéis, todos gostavam muito dos cães. Eles eram super bem vindos. Inclusive em Santiago, no Patio BellaVista (open mall só com restaurantes e lojinhas) eles podem transitar livremente, andar nos elevadores, entrar nas lojas, etc.

5. Que locais vocês visitaram e quantas paradas fizeram por causa dos dois?

Saimos de POA e fomos para Punta del Este (750km), onde passamos uma noite. No dia seguinte fomos para Buenos Aires (690km), ficamos dois dias, e fomos para Mendoza (1050km) onde passamos uma noite. Depois fomos pra Santiago (mais 350km) onde ficamos 4 dias. Nesses 4 dias em Santiago, visitamos o litoral, Vina del Mar e Valparaiso.

Durante as viagens parávamos a cada 2hs para dar agua e a cada 4 para as necessidades deles. Foi super tranquilo. Eles foram dormindo todo tempo. O maior “perrengue” que passamos foi ao chegar em Mendoza, depois de 10hs de viagem. Detestamos o hotel que havíamos reservado pelo Booking, então fomos atrás de outro, e já eram quase 21hs. Reservamos outro “pet friendly” pelo booking, que pareceu melhor pelas fotos. Quando chegamos lá, descobrimos que na verdade o “pet friendly” era deixar os cães em canis externos!!!!! Nunca!!! Então passava das 21hs estávamos sem comer e sem ter onde ficar. Pedi para usar a internet deles e acabamos alugando um Apart Hotel super bom, era em um condomínio de casas geminadas, tinha até pátio. Foi a nossa sorte.

Na volta, tivemos que “fugir” de Santiago, pois estavam prevendo nevasca e o fechamento da fronteira. Voltamos 2 dias antes do previsto, fomos pra Mendoza e resolvemos ir até Cordoba. Passamos uma noite em Córdoba e Vila Carlos Paz e depois fomos pra Buenos Aires onde passamos mais dois dias. Finalizamos com mais cinco dias em Punta para descansar, passando um dia em Montevideo.


6. Como o Chandon e o Mumm se ​comportaram na viagem?

Se comportaram muito bem, não bagunçaram nada e se divertiram! Brincaram na neve, mesmo na altitude de 3.400m, ficaram super bem (obvio que supervisionados todo tempo). Avistaram o Aconcágua (2ª maior montanha do mundo, com quase 7.000m de altura) e pisaram no pacífico. Conheceram vários parques e viveram como “locais”. As pessoas não acreditavam que havíamos trazido eles desde o Brasil de carro, só para visitar kkkkk

7. E para vocês, como foi a experiência de viajar com os dois? Já tem planos para a próxima viagem?

Com certeza a viagem não teria sido a mesma coisa sem eles. Deixei de ir em shoppings, fazer compras, conhecer alguns lugares, mas em compensação disfrutamos a natureza e curtimos muito ao ar livre, conhecemos vários pontos turísticos, tudo na companhia dos nossos amigões! Não mudaria nada! A próxima viagem será em dezembro, voltamos a Punta, para passar natal e ano novo!​


#Viagem #PetFriendly #FalaZoologico

0 visualização

openbarcanino@gmail.com

Porto Alegre  -  Rio Grande do Sul

  • facebook
  • Instagram Limpa
  • Branco Twitter Ícone

site desenvolvido por EmPlanta Projetos